Blog

Anúncios

O que é a terapia de casal?

Image courtesy of stockimages / FreeDigitalPhotos.net

Image courtesy of stockimages / FreeDigitalPhotos.net

 

A terapia de casal é um tipo de intervenção psicoterapêutica que tem como objectivo principal ajudar os casais a identificar padrões de comportamento que causam sofrimento e a encontrar alternativas para um relacionamento mais saudável e satisfeito.

O que faz um terapeuta de casal?

Um  terapeuta de casal não é um juiz:  o seu trabalho não é o de decidir quem tem razão numa disputa conjugal. O terapeuta de casal estabelece uma relação de ajuda com ambos os parceiros, proporcionado um espaço seguro para a expressão de emoções e de necessidades individuais e conjugais.

Durante as sessões de terapia de casal, é provável que o terapeuta utilize estratégias especificas de forma a ajudar o casal a:

  • Promover aquilo que funciona bem no casal.
  • Desenvolver novas perspetivas sobre a relação.
  • Interromper os padrões de comportamento que não funcionam, especialmente na resolução de conflitos.
  • Ajudar os parceiros a experimentar novos comportamentos, papéis e desafios.
  • Facilitar a comunicação e expressão de sentimentos.
  • Ajudar a regular a distância e dependência no casal.

Que motivos levam os casais à terapia?

Entre os temas mais comuns em terapia de casal estão as dificuldades na transição para a parentalidade, a infidelidade e as relações extra-conjugais, a insatisfação sexual, a monotonia ou desinteresse na relação, os ce problemas de comunicação, as dificuldades em lidar com a família de origem (ou com as  tarefas parentais, rede social e gestão doméstica) e, finalmente, as perturbações de saúde física e mental.

Quando pedir ajuda a um terapeuta de casal?

Em média, os casais insatisfeitos demoram 6 anos (Gottman & Gottman, 1999) até pedirem ajuda a um profissional especializado. Frequentemente, o casal sente-se insatisfeito na relação durante algum tempo mas é só num momento de crise 8ou após várias crises) que pede ajuda. É provável que obtenha melhores resultados em terapia se pedir ajuda mais cedo, já que o terapeuta terá mais recursos para trabalhar com o casal.

Como encontrar um bom terapeuta de casal?

Antes de mais certifique-se que é um profissional credenciado:

  • É membro efectivo da Ordem dos Psicólogos Portugueses? Pode procurar aqui.
  • Tem formação aprofundada na área dos casais ou famílias? A terapia conjugal é uma intervenção que requer competências específicas.
  • Participa em actividades científicas, de formação ou supervisão? Os CV’s online são uma boa fonte de informação.
  • Não hesite em ligar diretamente ao terapeuta e fazer-lhe as perguntas que julgar necessárias.
  • Verifique se o preço das consultas é adequado ao seu orçamento  Ninguém faz um bom trabalho “instantâneo”, conte com pelo menos 6-10 sessões.
  • Pergunte por referências a amigos, colegas, familiares, médico de família, etc.

Saiba mais

Anúncios

Formação: Metodologias qualitativas de análise de dados

Precisa de aprender a utilizar metodologias qualitativas de análise de dados e não sabe por onde começar?

Quer perceber qual a estratégia de análise de dados mais adequada ao seu objectivo?

E aprender as ferramentas básicas da codificação no software de análise de dados NVIVO?

Dia 25 de Janeiro (14-18h),  a Casa estrela-do-mar irá receber-nos para uma formação especificamente  pensada para estudantes, investigadores e interessados em análise qualitativa. 

Inscreva-se através de email geral@casaestreladomar.pt ou do telefone 913301540.

Mais informações

 FormacaoQualitCEM2014

O que é a intimidade no casal e que factores a afectam?

Num estudo recente com casais portugueses (Ferreira, Narciso & Novo, 2013),  foram identificadas as seis principais dimensões da intimidade no casal: Autenticidade, Partilha, Confiança, Autonomia, Compreensão e Privacidade:

modelointimidadeLCF2013

O estudo, baseado nas entrevistas de 33 casais portugueses de várias idades, mostra que os casais sentem que a intimidade é positivamente influenciada pelas quebras frequentes na rotina do casal (tais como escapadelas de fim de semana ou date night’s), pela disponibilidade em termos de tempo e energia e pelo sucesso profissional.

Já o stress no trabalho (incluindo os horários rígidos  ou mesmo as situações de  precariedade ), e a  influência excessiva dos outros sistemas na vida do casal (filhos, família de origem e rede social), foram identificados pelos casais como elementos perturbadores da intimidade.

Image courtesy of photostock / FreeDigitalPhotos.net

Image courtesy of photostock / FreeDigitalPhotos.net

veja aqui o estudo completo.

%d bloggers like this: